Você tem problemas intestinais ? Gostaria de descobrir se é intolerância alimentar ?

Você tem problemas intestinais ? Gostaria de descobrir se é intolerância alimentar ?

Já pensou em fazer um exame respiratório para diagnosticar disfunções gástricas e intestinais? Apesar de ser novidade para muitas pessoas, o teste respiratório de hidrogênio é o melhor exame para detectar esses problemas. Nesse exame, é medido a quantidade de gás hidrogênio presente na respiração para detectar diversas circunstâncias que possam originar problemas gastrointestinais.

O InterBlu Centro Clinico capacitou profissionais médicos e equipe de enfermagem para a realização do exame e a partir desde mês já podemos fazer os agendamentos.

O que é o teste respiratório de hidrogênio expirado?

Basicamente, esse exame detecta e mede a quantidade de hidrogênio presente no ar expirado para, a partir desses dados, diagnosticar possíveis disfunções gastrointestinais.

No organismo humano, apenas as bactérias anaeróbias do intestino grosso produzem hidrogênio – e somente quando em contato com açúcares e carboidratos, principalmente, ou outras substâncias não absorvidas até chegarem ao cólon. A quantidade de hidrogênio produzida é proporcional à porção de alimentos não absorvidos, no entanto, problemas digestivos ou deficiências de absorção do intestino delgado podem aumentar a produção desse gás. O nível de produção de hidrogênio também pode aumentar quando há um desequilíbrio na flora microbiana do intestino delgado, causando o supercrescimento do número de bactérias, conhecido como SCBID (Supercrescimento Bacteriano do Intestino Delgado).

Quais as indicações do teste respiratório de hidrogênio expirado?

O teste é indicado em casos repetitivos ou crônicos de dor abdominal, dispepsia, distensão abdominal, flatulência e diarreia. Todos esses sintomas podem estar associados a diferentes condições médicas, por essa razão, o teste de hidrogênio expirado é usado para:

– Verificar a digestão anormal de açúcares e diagnosticar intolerâncias à lactose, à frutose, frutose, sacarose, glicose, lactulose ou ao sorbitol;

– Diagnosticar o SCBID (Supercrescimento Bacteriano do Intestino Delgado) e mapear as situações de crescimento anormal de colônias de bactérias;

– Investigar se há passagem rápida de alimento pelo intestino delgado e possíveis causas.

Os testes respiratórios são uma solução eficaz e indolor aos exames feitos através de coleta de sangue, por isso, é especialmente indicado para pacientes sensíveis, bebês e crianças.

Como o teste respiratório de hidrogênio expirado funciona?

Antes do teste, é necessária a realização de uma dieta especial que será orientada assim que o paciente marcar o exame.

As bactérias anaeróbicas presentes na flora intestinal convertem açúcares (carboidrato) em gases – entre eles, o hidrogênio. Esse gás entra na corrente sanguínea e é expelido durante a respiração. A concentração basal (inicial) de hidrogênio é medida e, em seguida são administradas doses de açúcares (por exemplo, a lactose, quando há suspeita de intolerância ao açúcar do leite). As amostras de ar expirado são medidas entre 15 e 30 minutos e a duração do teste depende do tempo em que os índices de hidrogênio levam para se estabilizar, em média, de duas a três horas.

Se o paciente digerir normalmente os açúcares, não será observada nenhuma alteração nos níveis de hidrogênio na expiração. Se houver intolerância, o resultado será dado ao final do exame.

As figuras abaixo mostram os diferentes níveis de hidrogênio expirado. Na figura 1, o paciente não apresenta intolerância à substância testada; na figura 2, há dificuldade de digerir a substância testada.

Se você apresenta um ou mais sintomas como dor abdominal, dispepsia, distensão abdominal, flatulência ou diarreia, converse com seu médico!

Envia sua dúvida

Contato

Telefones

(47) 3231-2700

(47) 98484-1757

(47) 99607-5187

Atendimento

Seg - Sex:     07:00 - 22:00

Sáb:      07:00 - 12:00

Dom:      Fechado